Destaques

CARNAVAL 2024 | CAU/BA ENCERRA HOJE A FISCALIZAÇÃO IN LOCO EM ESTRUTURAS MONTADAS PARA O CARNAVAL DE SALVADOR

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo da Bahia (CAU/BA) encerra hoje (05) as atividades fiscalizatórias de campo das estruturas montadas nos circuitos onde acontecerão as apresentações do Carnaval de Salvador. A intervenção de um profissional arquiteto e urbanista está diretamente relacionado a segurança das pessoas e das instalações, na minimização dos impactos dos resíduos para o meio ambiente, na garantia da acessibilidade das pessoas e na preservação do patrimônio histórico e urbano. Nesse sentido, o Conselho faz garantir que esse profissional esteja apto a exercer sua profissão, além de atuar na conferência da emissão dos registros de responsabilidade técnica (RRT).

Festas do porte do Carnaval de Salvador, onde recebem uma grande quantidade de foliões do mundo inteiro, exigem adequações específicas que garantam a diversão e mantenham a segurança e o conforto das pessoas que irão usufruir dos camarotes e das pessoas que optem por não utilizá-los. “O processo de fiscalização do CAU/BA verifica a presença do responsável técnico para cada atividade relacionada à arquitetura e urbanismo, como projeto arquitetônico, projeto e execução das estruturas e instalações efêmeras, projeto de prevenção e combate a incêndio, instalações hidrossanitárias, e luminotécnica”, explica a Gerente de Fiscalização Milena Chaves.

Ao todo, a atividade inspecionou 25 estruturas instaladas nos circuitos Barra-Ondina e Campo Grande.

 

Arquitetura Efêmera

As estruturas que foram fiscalizadas são classificadas como Arquitetura Efêmera. Ou seja, equipamentos arquitetônicos que se caracterizam pela criação de estruturas temporárias, projetadas para eventos específicos ou com uma vida útil limitada. Esses projetos são concebidos para serem montados e desmontados rapidamente, utilizando materiais leves e de fácil transporte.

A arquitetura efêmera tem diversas vantagens, como sustentabilidade, flexibilidade, custo reduzido, inovação, experimentação e entretenimento. Além disso, ela pode manifestar uma ideia, preservar lugares e atividades, explorar novas tecnologias, ser um veículo de desenvolvimento urbano e engajar comunidades.

Alguns exemplos de arquitetura efêmera na contemporaneidade são: camarotes, vitrines, exposições, painéis interativos, bibliotecas ao ar livre, escadarias monumentais, entre outros.

MAIS SOBRE: Destaques Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

OUTRAS NOTÍCIAS

Destaques

COMUNICADO

Destaques

NOTA OFICIAL SOBRE A PLATAFORMA PARA OS AMBULANTES NO CIRCUITO BARRA-ONDINA

Destaques

CARNAVAL 2024 | CAU/BA ENCERRA HOJE A FISCALIZAÇÃO IN LOCO EM ESTRUTURAS MONTADAS PARA O CARNAVAL DE SALVADOR

Pular para o conteúdo