Destaques

Seminário discute formação e papel social do arquiteto e urbanista

Com o objetivo de discutir a formação de arquitetos e urbanistas no atual contexto brasileiro e mundial teve início na tarde de segunda-feira, dia 26 de setembro, o I Seminário Nacional de Formação, Atribuições e Atuação Profissional. O evento é realizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU Brasil) por meio da Comissão Ordinária de Ensino e Formação (CEF) e segue até quarta-feira (28),  em São Paulo.

Abrindo o evento, a presidente do CAU Brasil, Nadia Somekh, refletiu sobre a importância da valorização do papel social do arquiteto e urbanista enquanto promotor de mudanças urbanas. “Nosso país precisa de uma agenda de arquitetura e urbanismo. Precisamos de ações concretas que envolvam nossos arquitetos e a sociedade na perspectiva de melhorar nosso país”, afirmou.

 

Nadia Somekh, presidente do CAU Brasil, participa da abertura do I Seminário Nacional de Formação, Atribuições e Atuação Profissional

 

A presidente apontou, também, projetos já desenvolvidos pelo CAU, como a Campanha Mais Arquitetos (clique no link para saber mais) e Nenhuma Casa Sem Banheiro (clique no link para saber mais), mas ressaltou a necessidade de encorajar a arquitetura social na formação dos futuros arquitetos brasileiros. “Quero dizer que vocês estão com uma missão super importante: como vamos formar para o futuro as novas gerações para esse país que tanto precisa de arquitetura?”, questionou. 

Catherine Otondo, presidente do CAU/SP, deu as boas-vindas, agradeceu ao público que prestigia o evento na sede do Conselho e ressaltou a importância do ensino durante a abertura do evento. “O papel do CAU é de estar junto com as entidades de ensino e ajudar a formular o que seria uma agenda de ensino para o futuro”.

Na ocasião, ela relembrou uma campanha com foco na valorização do ensino na sede da instituição. Catherine contou que o trabalho reflete a preocupação desses alunos com o futuro incerto profissional e que o CAU tem o papel de criar uma ponte entre a formação e a realidade, abrindo portas, criando espaços na vida desses jovens.

Catherine Otondo, presidente do CAU/SP

 

A presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e na ocasião representando o Colegiado das Entidades Nacionais dos Arquitetos e Urbanistas (CEAU), Maria Elisa Baptista, deu seguimento à fala da colega e completou a ideia, afirmando que o olhar social deve ser estimulado não só nos jovens, mas nos arquitetos como um todo. 

 

 “Acho que esse seminário é importante. É preciso recuperar essa ideia generosa de cidade e de arquitetura. Voltar a compreender que arquitetura e urbanismo criam as condições do convívio, as condições de uma sociedade e de uma república. Nesses espaços que a gente se relaciona e estabelece as nossas posições e o momento de educar não só os jovens, mas todos nós para essa ação humanística, corajosa, alegre de trabalhar para o Brasil, para uma sociedade mais feliz, mais generosa e solidária”, concluiu.

Maria Elisa Baptista, presidente do IAB

 

Esteve presente na mesa também a coordenadora adjunta da CEF do CAU/SP, Denise Antonucci, que elencou algumas pautas que já estão encaminhadas, como a aproximação ao arquiteto docente através do fórum de coordenadores, a aproximação de coordenadores e docentes e as discussões referentes ao EAD.

Denise Antonucci, coordenadora da CEF
 

 

O coordenador da Comissão Ordinária de Ensino e Formação (CEF) do CAU Brasil, Valter Luis Caldana Júnior, ressaltou a importância de eventos como o Seminário para discutir a questão do ensino de arquitetura no país sob vários ângulos diferentes. “Nós estamos falando de formação continuada de um lado, mas estamos falando de docência, de produção de conhecimento, de pesquisa. Nossa visão é muito ampla e isso é um grande marco. Esse seminário para nós é um divisor de águas. O primeiro motivo é que não se trata apenas de um seminário de ensino. E entenda não como um redutor, mas como um elemento que alavanca o posicionamento do CAU nessa discussão. Hoje nós temos uma estrutura nacional que funciona e está presente na sociedade cada vez mais. Isso possibilitou que hoje, ousamos abrir para a sociedade e dialogar com a sociedade. E no diálogo com a sociedade é fundamental entendermos que a função do CAU é zelar pelos interesses coletivos da sociedade, mas é acima de tudo levar arquitetura e urbanismo como conhecimento, como instrumento para melhorar a vida da sociedade brasileira”, afirmou.

Valter Caldana, coordenador da CEF

 

Caldana explicou que o Conselho tem trabalhado ultrapassando os limites da graduação, Ele citou o Projeto CAU Educa, que vem trazer discussões anteriores  da graduação e a formação da cidadania no sentido da conquista e do direito à cidade. Na ocasião, o coordenador da CEF explicou que o Conselho tem trabalhado com formação continuada de um lado, mas falando de docência, de produção de conhecimento e de pesquisa. 

“Nossa visão é muito ampla e isso é um grande marco. Esse seminário é isso: O que nós podemos esperar da formação de arquitetos e arquitetas e urbanistas no atual contexto brasileiro e mundial, ou seja, entendendo a formação sob esse aspecto porque ao CAU não cabe discutir necessariamente o ensino do ponto de vista didático e pedagógico para isso as universidades brasileiras conta com uma questão, um instrumento que temos que defender que é autonomia constitucional. Ao CAU cabe participar no sentido de entender as diretrizes curriculares, qualificação de cursos presenciais e agora esses cursos nocivos de ensino a distância que estão sendo usados de maneira perigosa no atendimento as grandes questões nacionais e da sociedade que não são poucos e que todos nós sabemos quais são. O CAU se sente preparado, em união com todas as CEF, para que nós nos preparemos nacionalmente para avançarmos nessa discussão. Esse seminário é um marco de ampliação e de abertura das portas”, afirmou.  

A transmissão da abertura foi feita ao vivo pelo canal do CAU Brasil no YouTube, onde podem ser acompanhados também os próximos dias do evento. 

Saiba mais sobre o Seminário e acompanhe a cobertura do evento. Clique aqui.

 

 

 

 

 

 

Fonte: CAU/BR
Publicado pelo CAU/BA em 28/09/2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

OUTRAS NOTÍCIAS

Destaques

CAU/BA e SINARQ Bahia selam parceria com a realização do Fórum ATHIS

Destaques

Salvador recebe o Arquimemória 6 e reúne profissionais da Arquitetura e instituições do setor

Destaques

IAB-SP ABRE CONCURSO PARA SELEÇÃO DE PROJETO COM PREMIAÇÃO ATÉ R$850 MIL

Pular para o conteúdo